Comparative Study Between Conventional And White Tariff Modes In Customer Consumption In The Mining Forest Zone

  IJETT-book-cover  International Journal of Engineering Trends and Technology (IJETT)          
  
© 2019 by IJETT Journal
Volume-67 Issue-10
Year of Publication : 2019
Authors : João Vitor Machado Mariquito, Lethícia de Almeida Garcia Silva, Tiago Nazaré Bitencourt
  10.14445/22315381/IJETT-V67I10P233

MLA 

MLA Style: João Vitor Machado Mariquito, Lethícia de Almeida Garcia Silva, Tiago Nazaré Bitencourt   "Comparative Study Between Conventional And White Tariff Modes In Customer Consumption In The Mining Forest Zone" International Journal of Engineering Trends and Technology 67.10 (2019):199-205.

APA Style: João Vitor Machado Mariquito, Lethícia de Almeida Garcia Silva, Tiago Nazaré Bitencourt, Comparative Study Between Conventional And White Tariff Modes In Customer Consumption In The Mining Forest Zone  International Journal of Engineering Trends and Technology, 67(10),199-205

Abstract
This article seeks to define the new tariff mode implemented to ANEEL for limited hours charging estuary of consumers classified as Group B, was performed the analysis of the consumption profile of some customers with high consumption considering the limited hours range would they occurred, through an intelligent and programmable energy meter capable of exporting complete consumption reports. These data were tabulated and processed, and the monomial and white tariffs were applied for comparison. The objective of this study was to verify from what percentage of the concentration of consumption during off-peak hours the white tariff becomes economically viable to the consumer. A qualitative analysis was performed through the analysis of customer consumption, which enabled the production of graphical reports to expose the results found, and the comparison of tariff modalities.

Reference

[1] ABRAPCH – Associação Brasileira de PCHs e CGHs: A regulação da “tarifa branca” possibilidade de redução no valor da tarifa. Acesso em: 12 de Outubro de 2019. Disponível em: https://abrapch.org.br/2016/09/20/a-regulacao-da-tarifa-branca-possibilidade-de-reducao-no-valor-da-tarifa/
[2] Agência Nacional de Energia Elétrica: Bandeiras Tarifárias Acesso em 26 de Outubro de 2019. Disponível em: https://www.aneel.gov.br/bandeiras-tarifarias
[3] Agência Nacional de Energia Elétrica: Bem-vindo à ANEEL. Acesso em 24 de Outubro de 2019. Disponível em: https://www.aneel.gov.br/a-aneel
[4] Agência Nacional de Energia Elétrica: RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414, DE 9 DE SETEMBRO DE 2010. Acesso em 05 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: http://www2.aneel.gov.br/cedoc/ren2010414.pdf
[5] Agência Nacional de Energia Elétrica: RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 418, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2010. Acesso em 05 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: http://www2.aneel.gov.br/cedoc/ren2010418.pdf
[6] Agência Nacional de Energia Elétrica: RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 479, DE 3 DE ABRIL DE 2012. Acesso em 05 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: http://www2.aneel.gov.br/cedoc/ren2012479.pdf
[7] Agência Nacional de Energia Elétrica: RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 733, DE 06 DE SETEMBRO DE 2016. Acesso em 05 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: http://www2.aneel.gov.br/cedoc/ren2016733.pdf
[8] Câmara dos Deputados: DECRETO Nº 62.724, DE 17 DE MAIO DE 1968. Acesso em 03 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1960-1969/decreto-62724-17-maio-1968-403858-normaatualizada-pe.html
[9] Eletra Energy Solutions: ARES 8023 200 (Manual do Instrumento). Acesso em 22 de Outubro de 2019. Disponível para consultas em: http://www.eletraenergy.com/br/portifolio/19-medidores/medidores-comerciais-e-industriais/linha-ares/28-ares-8023-200
[10] Energisa: TARIFA BRANCA BENEFICIARÁ APENAS CLIENTES QUE CONSOMEM MAIS ENERGIA FORA DOS HORÁRIOS DE PICO. Acesso em 10 de Outubro de 2019. Disponível para consulta em: https://www.energisa.com.br/Paginas/informacoes/sua-conta/tarifa-branca.aspx
[11] Equatorial Energia: Solicitação de dados de Memória de Massa. Acesso em 22 de Outubro de 2019. Disponível para consulta em: https://www.equatorialpiaui.com.br/index.php/informacoes/alta-tensao/solicitacao-de-dados-de-memoria-de-massa/
[12] Faculdade Metodista de Itapeva. APOSTILA METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA II. Acesso em 28 de Outubro de 2019. Disponível em http://www.socrates.cnt.br/apostmetoditapeva.pdf
[13] Ontario Energy Board: Managing costs with time-of-use rates. Acesso em 05 de Outubro de 2019. Disponível para consulta em: https://www.oeb.ca/rates-and-your-bill/electricity-rates/managing-costs-time-use-rates
[14] Universidade Federal de Santa Maria. Dissertação de Mestrado: Metodologia para Análise da Tarifa Branca e da Geração Distribuída de Pequeno Porte Nos Consumidores Residenciais de Baixa Tensão, 2014. Acesso em 15 de Outubro de 2019. Disponível para Consulta em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/8535/SANTOS%2c%20LAURA%20LISIANE%20CALLAI%20DOS.pdf?sequence=1&isAllowed=y
[15] REIS, Tiago. Por que fazer a análise de viabilidade de um negócio é tão importante? Acesso em 28 de Outubro de 2019. Disponível em: https://www.sunoresearch.com.br/artigos/analise-de-viabilidade/

Keywords
ANEEL; White Tariff; Consumer Unit; Post Office.